Fechar
Abrir

Fisgas de Ermelo e Senhora da Graça alavancam turismo em Mondim de Basto

Mondim de Basto tem-se afirmado nos últimos anos como um destino para o turismo de natureza, com muitos visitantes atraídos pelas quedas de água das Fisgas de Ermelo ou a Senhora da Graça que o ciclismo mediatizou.

Num concelho de transição entre Trás-os-Montes e o Minho, afetado pelo despovoamento e onde as atividades predominantes são a agricultura, floresta e a exploração de granito, o turismo ligado às atividades de natureza tem crescido de forma sustentada e atrai cada vez mais visitantes.

“Queremos afirmar o município como um destino de natureza de excelência, tirando partido daquilo que é o nosso património natural”, diz à agência Lusa o presidente da Câmara de Mondim de Basto, Humberto Cerqueira.

Os principais polos de atração deste município do distrito de Vila Real são as maiores quedas de água da Península Ibérica, as Fisgas de Ermelo que se situam no Parque Natural do Alvão (PNA), e a Senhora da Graça, no Monte Farinha, que ficou conhecida em todo o país à boleia da Volta a Portugal em Bicicleta.

O crescimento deste turismo tem alavancado também o investimento privado neste território, onde têm sido criadas várias unidades de alojamento e também operadores turísticos.

O Água Hotels Mondim de Basto abriu em 2008 depois de um investimento de cinco milhões de euros, mas no horizonte do grupo está já o aumento do número de quartos.

Marisa Borges, comercial do grupo, explica à agência Lusa que este empreendimento hoteleiro abriu portas para explorar uma vertente mais ligada à natureza e referiu que muitos dos clientes são atraídos pelos serviços proporcionados pela própria unidade, onde é possível praticar atividades radicais e desportivas, e também pela descoberta do território envolvente, que se estende desde o rio Tâmega até as serras.

Também na sede do concelho, entraram em funcionamento mais três unidades de alojamento local.

“O investimento privado vai acompanhando aquilo que é a estratégia do município na afirmação deste destino de turismo de natureza”, frisa Humberto Cerqueira.

O autarca salientou que este território é um “palco ideal” para a prática de caminhadas, corridas de montanha (trails), canoagem, BTT, parapente e, por isso mesmo, nos últimos anos têm sido criadas associações e organizações que estão a explorar estas atividades.

Em pleno Alvão, as “piscinas naturais” do rio Olo servem muitos banhistas no verão, mas são as cascatas que o município quer classificar como Património Natural da UNESCO que servem de principal atrativo aos visitantes deste parque natural.

Já este ano foi criado um percurso pedestre que liga Ermelo às fisgas e que foi palco para um ‘trail’ organizado pela Associação Mondim Atletismo (AMA), que juntou 849 participantes, a maior parte dos quais provenientes de fora do concelho.

Luís Cerqueira, responsável pela AMA, refere que a associação foi criada por um grupo de pessoas que gosta de correr e acredita que esta é também uma forma de “ajudar a desenvolver este território”.

“Organizamos dois grandes eventos por ano, o ‘trail’ das Fisgas e a corrida de São Tiago, que atraem muitas pessoas ao concelho. Muitos dos participantes regressam depois com as famílias para visitar e conhecer melhor as nossas paisagens fantásticas”, sublinha.

Para o alto do Monte Farinha convergem muitas pessoas, umas atraídas pelo santuário religioso e outras pelas condições naturais propícias à prática de atividades como BTT ou parapente.

E tudo isto se cruza com a gastronomia, os vinhos verdes, as festas tradicionais e as romarias que por aqui se realizam.

Humberto Cerqueira elenca outros projetos que o município quer concretizar, como a melhoria das acessibilidades e condições de visitação do miradouro das Fisgas de Ermelo, os percursos pedestres na Senhora da Graça ou a rede de miradouros na Estrada Nacional 304.

No entanto, ressalva que o concelho, para se desencravar, precisa de uma ligação a um eixo rodoviário principal.

“Não há investimento se não houver boas acessibilidades. É uma questão de justiça para este município”, sublinha.

 

Voltar atrás